domingo, 3 de maio de 2009

A Flor da Pele


AS vezes queremos escrever para mostrar ao mundo nossa felicidade e contentamento. E outras vezes, as tristezas. Sinto Muito. Mas hoje não estou completamente feliz. Tenho saudade, mais uma vez. Incrivel eu não aceitar pessoas importantes longe de mim. Não quero que se vão. Não quero que viajam se eu não puder tê-los de volta. Sabem vocês do Rafael e hj eu sinto uma Put* saudade dele. Cheguei em casa há pouco e junto, um enorme aperto no coração e sentimento transbordando nos olhos. Como faço para não me sentir triste?


****

Esse post era somente ao Rafa, mas não posso deixar de tagarelar sobre um outro acontecimento. Não vou falar abertamente e sim por entrelinhas. *** Não irá ler, mas... nunca se sabe!

"Não espero nada e nem nunca esperei. Não quero nada e nem nunca pensei em querer contigo. Sou o que sou. Sempre tento ficar bem com todos. Não acho certo também me abrir em um blog, mas me sinto melhor assim. Sempre. E tô nem ai. No mais português xulo de um escritor. Não encontrei quem quero e não procurei. Não pense que seja você em meus pensamentos sendo que meu único sou eu. Egocêntrica? Talvez, mas prefiro pensar em mim antes de ir de cara a parede e me deformar mais. Não espero nada de ninguém. Espero de mim. E por minha parte, não espere nada para ti. Não há guitarra que toque meu Rock, não há cerveja que me faça rir mais que tal dia. Não há remédio que me faça lembrar nem máquina que volte ao tempo. Ainda bem. Pois foi engraçado. E se tivesse momentos como tal, seria normal. E foi algo quase que de Marte. Não tem necessidade de bloqueios. De sumiços. Não sou quem você pensa. Tampouco quem você possa imaginar depois de tudo isso. Meu erro (ou não) é sempre olhar quem ainda estava no saco do pai quando então eu já estava no mundo. Enfim, perto de uma mulher são só garotos. Um dia você chega onde cheguei. Não um lugar fora do normal, mas sim um lugar real."

5 comentários:

  1. Quem me dera eu como sua amiga pudesse aliviar um pouco essa dor ou te dizer que essa dor um dia passa, por mais que seja amenizada vc sempre vai sentir uma triteza ao se lembrar de seu amigo, mesmo que se lembre das coisas divertidas e lindas que passou ao lado dele, sempre vai estar aquela perguntinha ao fundo: "e se ele nao tivesse viajado, e se nao tivesse naquele carro...", infelizmente era o destino, e cabe a voce e a todos que o amavam viverem da melhor maneira, sem tristeza, porque com certeza era o que ele ia querer pra voces...
    beijos, conte sempre comigo!

    ResponderExcluir
  2. Sobre o abaixo do abaixo sempre há alguma explicação... por mais que nao enxergamos...
    Sexta a gente toma cerveja e conversa sobre os anéis de saturno ou sobre plutão que virou um planeta anão!

    ResponderExcluir
  3. Pessoas com um grau de evolucao superior sempre sabem sair de seus momentos mais angustiantes =) ... E precisam dele para crescer...

    Vejo em voce a eterna juventude de uma menina porém sem infantilidade, na medida exata ... e acredito que voce aprendera com oque estiver te deixando triste para crecer mais ainda e poder voltar a ser a pessoa alegre que é...
    Beijo.

    Ps:Não, voce nao me conhece, haha, mas como seu blog é público me senti a vontade para expressar minha opinião. hahaha, passo aqui depois novamente =)

    ResponderExcluir
  4. Pois é!!!Mas não podemos escolher nem mandar!!!

    ResponderExcluir
  5. Adoro passar por aqui e ler os textos sempre muito competentes e cheios de graça. Aguardo a visita de vocês lá no Lenjob. Beijos!!!

    João Lenjob.

    ResponderExcluir

Antes de sair de Marte, tente uma comunicação!

Moon of the Day